O Princípio

Maturidade, essa é a palavra que nos vem à mente quando pensamos em 38 anos. O que não seria errado se não estivéssemos falando de uma revista que nasceu já com grandes responsabilidades e imensos desafios.

Resumir 38 anos da Revista Vida Estética não é tarefa fácil. Nos dias atuais, esta história soa como um ato de bravura, persistência e coragem. É claro que boas histórias não faltam. Risos, choros, conquistas e superações marcam e entrelaçam o histórico do Grupo Vida Estética, da família Lomba e seus colaboradores.

O Sr. Luiz Fernando Lomba, acompanhado da Sra. Antônia Maria e do Dr. Juarez de Carvalho, foi a Istambul na Turquia para participar do 46º Congresso mundial do CIDESCO.

Em 1981 Luiz Fernando Lomba, focou sua expertise em prol do próprio sonho, sua carreira já acumulava uma boa experiência em organização de congressos e evento, então iniciou em sociedade com Amâncio Rivera, um dos pioneiros na área, Lomba e Rivera Consultoria, empresa que realizou vários congressos e eventos, não apenas das entidades de classe, mas também para empresas organizadoras de feiras.

O primeiro contato com o setor de estética aconteceu em 1982 no Rio de Janeiro, quando a Lomba e Riviera fechava o contrato para planejar, organizar e executar no ano seguinte, o Congresso Mundial do CIDESCO Internacional, em parceria com a FAG Arquitetura Promocional, uma conceituada organizadora de feiras, nacionais e internacionais. Patrocinado pela FEBECO (Federação Brasileira de Estética e Cosmetologia), na ocasião, presidido pela Sra. Antônia Maria Guimarães Leite Rosa.

Em função do desenvolvimento do trabalho de organização do congresso, o Sr. Luiz Fernando Lomba, acompanhado da Sra. Antônia Maria e do Dr. Juarez de Carvalho, foi a Istambul na Turquia para participar do 46º Congresso mundial do CIDESCO a fim de divulgar o congresso que seria realizado no Brasil no ano seguinte. De lá foram à Paris, para o Congresso Francês de Cirurgia Plástica, onde o Sr. Luiz Fernando conheceu o então Presidente e Redator chefe da revista Les Nouvelles Esthétiques, o Sr. Humbert Pierantoni.

Já de volta ao Brasil, todos os esforços foram concentrados na realização do Congresso, e surgia aí o primeiro grande obstáculo, a divulgação do evento. Não havia na época nenhuma mídia especializada, principalmente com alcance nacional, apenas o Boletim Informativo da FEBECO, que também não tinha periodicidade por falta de recursos. Logo esse informativo foi transformado em jornal e em seguida em revista. Nascia ali a Revista Vida Estética que tinha como finalidade divulgar o Congresso em praticamente todo país.

Para a divulgação no exterior o Sr. Luiz Fernando procurou o Sr. Pierantoni, a fim de uma parceria na sua revista, que existia há 30 anos e era editada em diversos idiomas e sendo assim o mais poderoso veículo de comunicação do setor de estética em toda a Europa.

Foi concedido então um Stand no Congresso de Monte Carlo, o mais importante da região européia que também era organizado pelo Sr. Pierantoni, onde poderia ser divulgado o congresso no Brasil. Nesta ocasião o Sr. Luiz Fernando conheceu a Sra. Maria Carolina Nunes da Ponte, presidente da ANEP (Associação Nacional das Esteticistas de Portugal), a qual já havia sido convidada a editar a versão da Revista Les Nouvelles Esthétiques em português, e ela sugeriu que essa edição fosse feita no Brasil, onde o mercado de estética era maior e a viabilidade da revista chegar em Portugal era bem possível. Então o convite passou ao Sr. Luiz Fernando que aceitou a missão de editar a revista no Brasil. Iniciou-se ali a Les Nouvelles Esthétiques – Edição Brasileira e nascia a Editora Vida Estética.

A preocupação era grande, já que não havia um conhecimento muito amplo no mercado de estética e nem no editorial, suas experiências se concentravam até então como organizador de congressos. Mas os bons contatos ajudaram a superar as dificuldades e a alcançar a consolidação do projeto. Entre Rio e São Paulo, as grandes empresas e profissionais do setor de cosméticos e estética, deram total apoio para que a Edição Nº.0 da Revista Les Nouvelles Esthétiques – Vida Estética fosse lançada em Outubro de 1983 durante o 47º Congresso Mundial do CIDESCO internacional no Hotel Nacional no Rio de Janeiro.

Iniciar um trabalho pioneiro, ou seja, uma revista segmentada no Brasil, era quase que uma utopia. Não havia costume tanto por parte do público em ler quando dos empresários em anunciar nesse tipo de veículo. Mas outra vez os bons contatos, ajudaram a chegar mais perto dos objetivos, o apoio de parceiros como Sr. João da Mata da Skiner e da Sra. Dirce da Payot, foram de suma importância.

Com um orçamento muito apertado a Lomba e Rivera, continuava realizando congressos, o sucesso do congresso Mundial do CIDESCO, ajudou a abrir algumas portas, e muitas vezes tiravam dali recursos para sustentar a Editora. Nesta oportunidade nasceu o CAP (Centro de Aperfeiçoamento Profissional), registrada na Embratur e a segunda empresa do grupo que vinha crescendo. Os congressos além de ajudarem a cobrir os déficits, também ajudaram a divulgar a editora em todo o país.

Como a busca por atualização sempre foi um dos nortes da Lomba e Rivera, as idas ao exterior atrás das grandes feiras eram feitas sempre que possível, mesmo com alguns sacrifícios. Essas viagens não só levaram o nome da editora para o exterior, como trouxeram grandes palestrantes estrangeiros para o Brasil, o que elevou o nível da estética e dos eventos do setor, aumentando cada vez mais o status do país lá fora. Temas que eram novidade na Europa, chegavam aqui na maioria das vezes através dos próprios profissionais que iniciavam as pesquisas. Como é o caso do Dr. Eugene Lapinet (o Dr. GM Collin), que em 1985 deu a primeira palestra no Brasil falando sobre os radicais livres, assunto que ainda era pouco conhecido lá fora.

Congresso Mundial do CIDESCO Internacional, em parceria com a FAG Arquitetura Promocional.

O primeiro livro da Editora foi publicado em 1984 – O Manual Técnico de Estética. De autoria da esteticista Maria Celina Meirelles, então presidente da ASSERJ, a maior Associação de profissionais de estética no Brasil na época.

Mas em 1984 o Brasil passava por uma fase conturbada, era palco de grandes acontecimentos e transformações sócio-políticas-econômicas. As Diretas Já e os movimentos políticos ganhavam força com o enfraquecimento da Ditadura Militar e marcavam a transição política no país.

Nesse contexto a editora via-se obrigada a recorrer a desconto de duplicatas com juros exorbitantes, para manter o quadro de funcionários e a produção da revista, que apesar do sucesso comprometeu a viabilidade da empresa.

No ano seguinte uma fatalidade abalou ainda mais as estruturas da Rivera e Lomba, o falecimento do filho mais velho do Sr. Luiz Fernando. Fato que causou paralização em todos os projetos, inclusive atraso na circulação da revista, já que seu maior idealizador não encontrava mais motivação para dar continuidade nos negócios.

A saída do Sr. Amâncio ocorreu logo em seguida, e o Sr. Luiz Marcos assumiu a sua parte na empresa, injetando um novo ânimo fortalecido pelos laços da Família Lomba. Essa nova fase, não só ajudou o Sr. Luiz Fernando a enfrentar a perda do filho como também a dar um novo rumo à editora, fazendo com que crescesse e alcançasse uma representatividade cada vez maior na área de estética.

A separação do grupo francês da Revista Les Nouvelles Esthétiques aconteceu em 1986, e a partir de então a passou a ter o nome de Revista Vida Estética, abrindo o mercado editorial para o segmento de cabeleireiros com o lançamento da Revista Haute Coiffure International. A Revista Vida Estética já estava em Portugal e na Argentina, e para manter o segmento de cabelos, precisou manter uma estrutura em Paris, já que a influência era muito forte por lá.

O sonho de reunir todos os segmentos de beleza em um só evento aconteceu em 1987, no Centro de Convenções do Anhembi, a Esthetique & Coiffure 87, uma feira que reuniu mais de 8 mil profissionais do setor de estética e cabelo, além de médicos.

A necessidade de prestação de serviços para os profissionais da área de estética, abriu as portas para surgimento do Vida Estética Clube de Serviços. Que prestava atendimento de consultoria técnica, jurídica e de marketing, alcançando o sucesso em um curto prazo, atingiram 9 mil associados em menos de 90 dias.

O lançamento da Revista Brasileira de Medicina Estética e a realização do 1° Fórum de Medicina Estética, paralelamente ao Congresso em 1987, selaram mais um dos objetivos do grupo, alcançar e aproximar profissionais de diversos segmentos.

O 5° aniversário da Editora foi comemorado com o segundo Congresso no Anhembi  e no ano seguinte novos objetivos foram alcançados, como o 1° Seminário Odontologia Estética e o Encontro de Fisioterapia Aplicada a Estética, tudo isso paralelamente ao Congresso Internacional Vida Estética em 1989.

Todos os acontecimentos só fortaleceram o setor de estética, tanto nacionalmente quanto internacionalmente, eventos que colocavam o Brasil no mesmo patamar dos países de 1° mundo, reforçaram a necessidade de uma representatividade cada vez maior no exterior, principalmente junto ao CIDESCO Comitée Internacional D’Esthétique et Cosmetologie, órgão de maior expressão mundial na área da Estética. Luiz Fernando foi então atrás de mais esse sonho. Foi a Amsterdam participar do Congresso Mundial para fazer os contatos necessários para obter uma seção da CIDESCO no Brasil, graças aos bons relacionamentos e amizades, as portas foram se abrindo. A candidatura do Brasil foi aceita pela sra. Kristina Peeltoma, então presidente mundial do CIDESCO. Porém ainda precisava da aprovação na Assembléia Geral, que aconteceria no Congresso Mundial em Kuala Lumpur, na Malásia  em agosto de 1991.

O Brasil foi aprovado por unanimidade e passou a ser o primeiro país da América Latina a pertencer ao CIDESCO. A partir de então o Vida Estética Clube de Serviços transformou-se no CIDESCO Brasil. Com sucesso tanto em número de associados quanto pelos serviços oferecidos, os cursos realizados eram algo inédito na organização.

O Sr. Luiz Fernando representando a entidade em toda a América Latina tinha agora como meta realizar o Congresso Mundial CIDESCO aqui no Brasil. O esforço de toda a equipe para apresentar a proposta no Congresso de Nicósia – Chipre em 1992, trouxe a aprovação e em 1993 aconteceu no Rio de Janeiro o Congresso Mundial CIDESCO no Brasil, com a presença de 26 delegações e mais de 5 mil profissionais das áreas de beleza e saúde.

Somam-se até aqui cerca de 38 Congressos, 60 edições da Revista Vida Estética, 06 livros, além de diversos eventos voltados para a área de estética. Quantidades que nem se comparam a experiência e conhecimento adquirido aos longos desses anos. Principalmente no que se trata de relacionamentos, muitos e grandes amigos e parceiros fazem parte dessa soma, cujo valor é elevadamente acima do monetário.

A Nova Geração

Recém-saído da Faculdade de Comunicação, Rodrigo Lomba, filho do Sr. Luiz Fernando recebeu o convite para trabalhar como revisor da Revista Vida Estética quando a revista completava seus 20 anos. Com o falecimento do Sr. Luiz Marcos Lomba, Rodrigo assumiu também a área comercial apenas seis meses após seu ingresso na empresa e passou a cuidar da venda de stands e anúncios entre outras negociações. O desafio era imenso, pois Rodrigo tinha apenas 20 anos.

Com muita dedicação e esforço Rodrigo conquistou após 1 ano a função de Jornalista responsável e quando se deu conta de que estava mergulhado no mundo da estética. Foi então que conheceu Eduardo Gouvea, que partilhou do desafio de realizar um novo projeto editorial para a Revista. Em novembro de 2002 saía o exemplar da revista totalmente reformulada, com Adriane Galisteu na capa. Esse foi o primeiro grande passo na sua carreira como jornalista. Em novembro de 2017 completou 15 anos de Revista Vida Estética, acumulando em sua carreira dezenas de congressos, além de prêmios como o Prêmio Jornalista Imagem Master, juntamente com o Prêmio de Revista Especializada. Outro orgulho que também traz consigo é o fato de desde 2015 fazer parte da Academia Interamericana de Estética Médica e Multidisciplinar, presidida pelo Dr. Júlio Ferreira, conquista que só seria possível por indicação de um trabalho que tem sido realizado com muito zelo, carinho e dedicação.

 

Curiosidade: Em homenagem à Revista Vida Estética e a Rodrigo Lomba, o Belezain criou uma boneca Barbie Vida Estética, essa homenagem foi entregue durante Congresso Vida Estética em Curitiba em abril de 2013? “Nada melhor para simbolizar a beleza que circunda o universo feminino como a boneca Barbie”.

Rodrigo Lomba recebe indicação e nomeação da Academia Interamericana.

Lica Polydoro e Fatty Kinguti

Paralelamente às edições, continuam a acontecer sempre com o apoio científico da Revista, os Congressos Científicos Vida Estética, nos quais grandes profissionais contribuem para que mesmo com a atual crise econômica e política, o Brasil seja o terceiro maior mercado consumidor de produtos ligados à beleza, podendo ainda subir nesse ranking segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos – Abihpec.

 

A Revista Vida Estética sempre foi pioneira em seu conteúdo, fazendo parte da evolução do setor de estética, bem como dos avanços do conhecimento e das tecnologias. Atenta aos temas atuais é a primeira e única revista no país que tem duas edições e mais de 5 eventos, apenas em 2 anos, totalmente voltados para a Estética Íntima, uma tendência no mercado de estética.  Além de outras edições exclusivas para Estética Teen e Estética Masculina. Possui em suas edições Fichas Técnicas Colecionáveis, que trazem dicas de protocolos das melhores marcas e produtos de dermocosméticos do mercado.

 

Conquistando cada vez mais espaço em um dos mercados mais exigentes e promissores, é leitura obrigatória para aqueles que querem conhecer e permanecer atualizados a respeito das transformações do setor de estética.

Hoje os novos desafios estão voltados para o processo de modernização, com a migração para plataformas digitais, afinal, é preciso constantemente se reinventar para acompanhar um mercado tão dinâmico.  Mas ao longo desse período, uma coisa permaneceu inalterada: o compromisso com a área da estética e do conhecimento. Para 2018 já possui 10 Congressos agendados, além de outros eventos do setor.

Uma outra curiosidade é o fato de a Revista Vida Estética ser a mais citada em Monografias e Trabalhos de Conclusão de Cursos de alunos de estética, prova de sua dedicação e apoio às entidades os institucionais.

Foram décadas cheias de grandes obstáculos, em 38 anos o Brasil passou por grandes transformações e desafios econômicos e sociais, passando de uma economia dependente, fechada e concentradora de renda para um lugar de relevância em um mundo globalizado. Em um setor dinâmico como a estética que vive em constante evolução, a responsabilidade é cada vez maior, porém a paixão pelo trabalho e pelos desafios com certeza são os gatilhos motivadores dessa grande conquista.

Que venham os próximos 38 anos!

Veja algumas de nossas conquistas:

0
Editoriais
0
Fichas Técnicas
0
Matérias
0
Congressos
0
Cursos, seminários e workshops
0
Livros